Qual a origem do Dia Internacional da Mulher?

Existem diversos movimentos que se encontram na raiz da origem do Dia Internacional da Mulher. Essa data, que é comemorada internacionalmente no dia 08 de março, tem base em diversas manifestações e protestos realizados em diversos locais do mundo.

Todos eles tinham como fator semelhante a luta pela conquista de melhores condições de trabalho para as mulheres. Também, tinham natureza sufragista, ou seja, pretendiam estender os direitos de voto à população feminina.

A data 8 de março tem comemoração até hoje e extrema importância histórica. Embora muitas vezes seja usada para fins comerciais, suas bases vão muito além e são cruciais para as condições conquistadas pelas mulheres.

Hoje, mesmo sendo estimulada como uma data comercial, onde as mulheres ganhem homenagens e lembrancinhas, ela vai muito além disso. Para as mulheres, é uma forma de exaltar as conquistas feitas até aqui e mostrar para o mundo que ainda existe uma longa jornada pela frente.

Uma longa pauta sobre preconceito, liberdade, direitos igualitários e principalmente, respeito, onde hoje esse é um assunto que merece ainda mais prioridade, já que estamos vivendo em épocas em que as mulheres estão sofrendo com o feminicídio.

Dia Internacional da Mulher

Conheça os Movimentos que originaram a data

O Dia Internacional da Mulher, diferentemente de outras datas como o Dia das Mães ou dos Pais, não possui natureza comercial. Em verdade, é o resultado da soma de uma série de movimentos sociais liderados pelas mulheres.

A origem do Dia da Mulher, então, é diversa. Afinal, foram inúmeros os movimentos que ocorreram no início do século passado e que culminaram em eventos históricos que até hoje são exaltados.

Mas quais foram esses movimentos? O primeiro deles data de 1909 e ocorreu em Nova York. Essa foi uma grande passeata que contou com cerca de 15 mil mulheres que buscavam melhores condições de trabalho.

Para contextualizar, considere que à época as jornadas trabalhistas femininas chegavam a 16 horas por dia, algo considerado absurdo atualmente. Porém, não foram só os movimentos americanos que revelam importância.

Confira, então, outros que foram essenciais para que tivesse origem o Dia da Mulher:

  • 1910: na Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas levantou-se a necessidade de manifestações pautadas nos direitos femininos. Apesar da primeira delas ocorrerem 19 de março de 1911, não seguiam datas específicas e anuais;
  • 1911: não necessariamente um movimento, mas sim uma tragédia. Nessa data um incêndio em uma fábrica levou à morte de 125 mulheres e 21 homens em Nova York. Isso colocou mais lenha nas conversas e protestos quanto aos direitos trabalhistas;
  • 1917: na Rússia, um grupo de operárias realizou no dia 08 de março um protesto contra a fome e, também, contra a Primeira Guerra Mundial.

Assim, a origem do Dia Internacional da Mulher se baseia em uma série de manifestações históricas e em marcos, tal como o é o incêndio ocorrido em Nova York. E tais marcos foram responsáveis pelos direitos que foram conquistados ao longo dos anos, e para lembrar que ainda falta um longo caminho para alcançar as mudanças em nossa sociedade.

Já a determinação oficial da data ocorreu em 1975. Ela, então, decorreu de um movimento proposto pela Organização das Nações Unidas. Esse ano foi eleito, pela ONU, como o Ano Internacional da Mulher e a partir disso hoje a instituição do dia 08 de março para fins das lutas femininas.

Com isso, em países em todo o mundo existem manifestações que buscam diminuir a desigualdade de gênero e que ocorrem durante todo o mês de março. Em alguns países a data também representa um feriado, o que não é o caso do Brasil.

Qual a importância da origem do Dia Internacional da Mulher?

A origem do Dia Internacional da Mulher e seus desdobramentos são extremamente importantes até hoje. Afinal, é latente a continuidade do desequilíbrio de salários ente homens e mulheres, bem como das violências sofridas pela mulher.

Assim, essa é uma data para se refletir sobre as conquistas já realizadas e sobre o caminho que deve ser percorrido até que a verdadeira igualdade entre os gêneros seja ilustrada.

Mesmo que seja uma data marcada por interesses comerciais, é necessário lembrar que é uma data para lembrar de toda luta que foi traçada até o presente momento, e para deixar claro que essa é uma pauta que ainda não foi finalizada.

A igualdade salarial ainda não aconteceu em muitos setores, ainda existem cargos que são ocupados em sua maioria por homens, e ainda em 2021 existem profissões que são consideradas como inadequadas para uma mulher.

Quando, na verdade, toda profissão pode e deve ser exercida por qualquer pessoa que esteja apta e devidamente capacitada para a prática, independente do gênero.

Como os movimentos do Dia Internacional da Mulher atuaram para melhorar as condições e direitos femininos?

São vários os marcos do movimento feminino no mundo todo, desde o início do século XX. Foram eles que levantaram bandeiras que demonstravam as baixas condições de trabalho, a exploração e a desigualdade salarial e de direitos.

Assim, dentre as principais conquistas estão o desenvolvimento de leis trabalhistas gerais e, também, que levassem em consideração as particularidades femininas, como gestação e amamentação. E que até hoje essa é uma discussão que ainda acontece, como se a gravidez e a amamentação fosse um “demérito” feminino, ou uma incapacidade que pode “atrapalhar” o andamento das atividades de uma empresa.

Da mesma maneira, outro fator importante foi a conquista do direito ao voto que, hoje, inclui as mulheres em todos os países democráticos que se valem de eleições para os cargos executivos e legislativos.

Igualmente, impossível não se falar das conquistas quanto ao direito ao corpo e às decisões que o atingem. Assim, não só a origem do Dia Internacional da Mulher, mas todos os reflexos que ele gera até hoje, são essenciais para a construção de um mundo mais justo.

Porém, o Dia Internacional da Mulher deve ressaltar uma mensagem muito importante, que é o lugar da mulher é onde ela quiser! E não onde a sociedade acredita que seja o lugar certo! Ela é a dona das suas decisões e principalmente, da sua vida.

Clique aqui e veja também: Dia da Mulher na empresa: 15 ideias para se inspirar